Alias

Alias

E eu já nem sei quem sou
De onde eu venho, pra onde eu vou
Cansei de me preocupar

Com o que eu tenho com o que me faltou
Eu finjo ausência e manipulo quem sou

Cercado de amigos mascarados, perdidos
Numa festa distante
Do mundo em que eu estou

Com roupas coloridas escondendo feridas
E se banhando num mar de cinza e torpor

Um sorriso distante, um lapso errante
De consciência e calar
Caminhando sozinho pela longa estrada
Que te leva pro mar

E eu já nem sei quem sou
De onde eu venho, pra onde eu vou
Cansei de me preocupar

Com o que eu tenho com o que me faltou
Eu finjo ausência e manipulo quem sou

Um sorriso distante, um lapso errante
De consciência e calar
Caminhando sozinho pela longa estrada
Que te leva pro mar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s